Total de visualizações de página

Temer na cadeia Aécio na cadeia

Temer na cadeia Aécio na cadeia
Copiem e colem em seus perfis

Quem sou eu

Minha foto

Aroldo Filho 

Historiador /Criador e Presidente do Jornal Delfos-CE, (2007). /Criador da Associação Cultural SEMPRE-Segmento dos Estudiosos da Memória e Patrimônio Regional da Serra de Baturité (2008). /Criador e Idealizador do 1° Arquivo Público do Interior do Nordeste (2009).

 /2° e 4° lugares,consecutivamente, no 1° e 2° concursos de poesia da comunidade do Orkut "Vamos Escrever um livro?"(2009 e 2010).

 /Criador da exposição histórica: "PACOTY: UMA HISTÓRIA EM DOCUMENTOS", aprovado pelo Banco do Nordeste(2010). 

/Sócio do Instituto Desenvolver (2011).

 /Trabalhou para o Governo do Estado do Ceará como pesquisador no Porto do Pecém (2011). 

/Ministrou aulas de História, Geografia, Arte e Religião em Pacoti e Guaramiranga (de 2008 a 2015 no Colégio São Luís, na Escola Menezes Pimentel e na Escola Linha da Serra).

 /2° Lugar em concurso de pensamento na comunidade "Grupo de Poesia" no Facebook (2012). 

Participa como um dos autores dos e-books "Por onde andei?" e "Quem sou?" realizado pelo Balcão de Poemas, edição de Wasil Sacharuck. 

/Publica notícias, contos, crônicas, poesias, fábulas, romances, artigos, peça teatral e letra de música em 32 blogs desde 2005.


Selecionado no concurso de poesias federal da Editora Vivara em 2016, passando entre os 250 poetas que irão para o livro dentre 2.370 concorrentes. .

Seguidores

sábado, 25 de julho de 2009

TEOREMA DA EXISTÊNCIA

TEOREMA DA EXISTÊNCIA

Olhar vulcânico
Que me faz petrificar
Para onde olhas
Em pensamentos infinitos?
Imagem que me faz sonhar
Beijar-te é dançar
No espaço infinito
Essência da beleza
Leveza em ebulição
Quem dera embalar
De teu sono a canção
Desvendando os labirintos
De teu ser
Musa
Me deixas viver!
És utopia quântica
Luz e fantasia
Poeira-estelar
Explosão de maestria
Super-nova
Poesia-sideral
Balé-cósmico
Safira surreal
Forjada para encantar
Acalenta-me os anseios
Seguir-te os passos
É voar
Em teu seio
Nada sei
Regaço doce que inflama
Donzela em castelo presa
Sou cavaleiro de armadura
Penetrando densas matas
Em fortalezas duras
Dama-demência
Sem ti o ar é rarefeito
O mundo não é perfeito
E se encontra em decadência
Gozar de teu sabor
É o teorema da existência!

AROLDO FILHO
Pacoti-Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário